Home Acessibilidade
Acessibilidade
Links da Web

A seção Acessibilidade traz atalhos para sites, textos e materiais que lidam com a inclusão, nas atividades relacionadas à área de Letras, de pessoas com alguma deficiência. O material vem sendo compilado principalmente pela Sheila Góis, uma de nossas colaboradoras mais assíduas, e que vive na pele as dificuldades enfrentadas por aqueles que se propõem a desafiar os limites de uma sociedade que é hoje principalmente imagética. Caso tenha conhecimento de algum recurso útil aos surdos, aos que têm alguma deficiência visual, aos áfasicos e a todos os que têm necessidades especiais, entre em contato, por favor, com o Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Exibir # 
1 Associação Nacional dos Afásicos
Site informativo acerca das afasias.
2 Associação Brasileira de Dislexia
Associação que disponibiliza palestras, cursos e acompanhamentos para disléxicos e familiares de disléxicos.
3 Associação Nacional de Dislexia
Associação sem fins lucrativos localizada no Rio de Janeiro, que presta serviço à comunidade de disléxicos.
4 Freedon Scientific
Site em Inglês, da fabricante oficial do Jaws, (sintetizador de fala utilizado por deficientes visuais).
5 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo (APAESP
A APAE de São Paulo - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo foi fundada no dia 4 de abril de 1961, por iniciativa de um pequeno grupo de pais de pessoas com deficiência intelectual em um sobrado localizado na Zona Sul da capital paulista.
No início das atividades, os próprios pais e voluntários visitavam postos de saúde e cadastravam pessoas que possuíam familiares com deficiência intelectual buscando atender o maior número possível de crianças.
Em 2008, a APAE de São Paulo completou 47 anos de história, marcados pelo pioneirismo na prevenção, investimento em tecnologia e pesquisas, e na inclusão da pessoa com deficiência intelectual na sociedade.
6 Associação Gaúcha de Intérprites da Língua de Sinais
A Agils é uma entidade sem fins lucrativos que visa oportunizar aos intérpretes de Libras do RS momentos de formação continuada em diferentes modalidades, atividades sociais e culturais de seus sócios, com o objetivo de unir a categoria, bem como defender os direitos e deveres dos intérpretes, como nos orienta o artigo 2º do estatuto, valorizando a profissão, promovendo ações coletivas entre os intérpretes, participando da discussão nacional e de toda as pautas que tratem de nossas demandas.



7 (FENEIS)- Federação Nacional de educação e integração dos Surdos
A Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis) é uma entidade filantrópica fundada há 22 anos que visa à defesa dos direitos da Comunidade Surda Brasileira. A Feneis é a entidade de representação máxima dos surdos no Brasil e está filiada à Federação Mundial dos Surdos, na Finlândia. Entre os objetivos da Federação está a luta em prol da Língua Brasileira de Sinais, como forma de comunicação dos surdos. Em conseqüência dessa mobilização envolvendo os surdos brasileiros por mais de duas décadas, a Libras hoje é oficializada e regulamentada no país. Buscamos também conscientizar a sociedade a respeito da cultura que envolve esta comunidade, formada por mais de 5 milhões de pessoas, e também provar a sua capacidade profissional e de inclusão social.


8 Instituto Nacional de Educação dos Surdos
O Instituto Nacional de Educação de Surdos - INES, órgão do Ministério da Educação - MEC, tem como missão institucional a produção, o desenvolvimento e a divulgação de conhecimentos científicos e tecnológicos na área da surdez em todo o território nacional, bem como subsidiar a Política Nacional de Educação, na perspectiva de promover e assegurar o desenvolvimento global da pessoa surda, sua plena socialização e o respeito as suas diferenças.

Centro de Referencia Nacional na Área da Surdez, presta assessoria técnica nas seguintes áreas: prevenção à surdez, audiologia, fonoaudiologia, orientação familiar, orientação para trabalho e qualificação profissional, artes plásticas, dança, biblioteca infantil, Língua de Sinais, informática educativa, atendimento à múltipla deficiência (sempre aliada a surdez), prevenção às drogas, experiência educacional bilíngüe, ensinos fundamental e médio e ações para a cidadania (palestras sobre temas atuais). Também promove anualmente, Seminário Nacional / Congresso Internacional sobre temas relevantes na área da surdez, alem de publicações semestrais de revistas e periódicos de cunho técnico e cientifico.

No Centro de Referencia, encontra-se o colégio de aplicação onde são atendidos alunos surdos, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Além de educação formal, os alunos recebem atendimento especializado nas áreas de fonoaudiologia, psicologia e assistência social. Os cursos profissionalizantes e estágios remunerados capacitam os surdos para sua inserção no mercado de trabalho. O Projeto do Centro de Atendimento Alternativo florecer, atende alunos matriculados nos segmentos da escolaridade formal do CAP/INES que apresentam dificuldades de aprendizagem e/ou outros comprometimentos, como também a crianças e jovens com múltipla deficiência que vêm em busca de escolaridade. Arte e esporte completam o atendimento diferenciado do INES aos seus alunos.
9 Associação Portuguesa de Surdos
10 Confederação Brasileira dos Surdos
A CBS – Confederação Brasileira de Surdos, entidade fundada em 22 de novembro de 2003, tem por objetivo criar novos métodos que facilitem e garantam a proficiência da Língua Portuguesa através da LIBRAS ¹ – Língua de Sinais Brasileira, pois se interessa em melhorar o processo de aquisição e desenvolvimento de habilidade da escrita e compreensão da Língua Portuguesa para a sociedade em especial às crianças Surdas ².
11 Espaço Universitário de Estudos Surdos
Um Espaço da Universidade Federal da Bahia criado por estudantes universitários surdos.
12 (ASSPE)- Associação de Surdos de Pernambuco
13 Sociedade de Assistência aos Cegos
A Sociedade de Assistência aos Cegos é uma organização não-governamental, cituada em São Gerardo, Ceará. Atua principalmente nas áreas da medicina e da educação, visando a integração do deficiente visual à sociedade.
14 Instituto de Cegos da Bahia
O Instituto de Cegos da Bahia trabalha principalmente nas áreas da educação e da independência do deficiente visual.
"Quando uma porta de felicidade fecha-se, uma outra se abre: mas muitas vezes, nós olhamos tão demoradamente para a porta fechada que não podemos ver aquela que se abriu diante de nós".
(Helen Keller)
15 Fundação Dorina Nowill para Cegos
Há mais de seis décadas a Fundação Dorina Nowill para Cegos tem se dedicado à inclusão social das pessoas com deficiência visual, por meio da educação e cultura, atuando na produção de livros em braille, livros e revistas falados e obras acadêmicas no formato Digital Acessível, distribuídos gratuitamente para pessoas com deficiência visual e para centenas de escolas, bibliotecas e organizações de todo o Brasil.

A Fundação Dorina Nowill também oferece, gratuitamente, programas de atendimento especializado ao deficiente visual e sua família, nas áreas de avaliação e diagnóstico, educação especial, reabilitação e colocação profissional.

Acreditamos que a educação seja o melhor caminho para a inclusão social, e ampliar essa oportunidade a milhares de deficientes visuais de todo o Brasil também depende de você.
16 Instituto de Cegos Padre Chico
O Instituto de Cegos Padre Chico proporciona ao deficiente visual, todo o apoio relativo à educação fundamental.
17 Associação de Cegos Louis Braille de Belo Horizonte
18 Associação dos Cegos e Amplíopes de Portugal
A ACAPO, Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, de âmbito nacional, que tem como fins estatutários a defesa dos direitos e a promoção da integração socioprofissional dos deficientes visuais. Esta instituição representa a área da deficiência visual no Conselho Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas com Deficiência (CNRIPD).
19 Associação Pernambucana de Cegos
A ASSOCIAÇÃO PERNAMBUCANA DE CEGOS, fundada em 05 de fevereiro de 1983, é uma sociedade civil, Filantrópica, sem fins econômicos, beneficente, apolítico-partidária, arreligiosa, de caráter reivindicatório, prestadora de serviços, defensora dos direitos humanos da pessoa cega e com baixa visão, cujo alcance abrange toda a área territorial do Estado de Pernambuco, e seus serviços prestados são gratuitos, permanentes e sem qualquer discriminação.

A principal missão da APEC é lutar pela garantia dos direitos das pessoas com deficiência, particularmente os cegos e com baixa visão. Sendo assim, exerce plenamente o controle social, tendo participação efetiva nos conselhos de Políticas públicas, defesa de direitos e fóruns da sociedade civil.
20 Associação dos Cegos de Juiz de Fora
«InícioAnterior12345PróximoFim»
Página 1 de 5
 
Banner

Ajude-nos

Banner

Junte-se a nós

Banner